Home

Em 2018 a Festa do Rosário aconteceu entre os dias 15 e 18 de novembro, no centro histórico de Curitiba. Mais uma vez celebramos o Mês da Consciência Negra com muita beleza e alegria! A programação foi bem diversificada.

Confira alguns cliques de quem curtiu a festa!

Destaque especial em 2018 para as antigas congadas curitibanas, memórias da Igreja do Rosário dos Homens Pretos de São Benedito. Na Curitiba antiga, duas congadas disputavam anualmente, em uma grande celebração que reunia todo a sociedade local, pretos e brancos, em uma confraternização protagonizada pela “Irmandade dos Pretos do Rosário de São Benedito”.

A festa tem início no dia 15 de novembro, feriado, com ações de cultura, culinária e ancestralidade no Memorial de Curitiba.

Um palco especial será montado no Largo da Ordem com muita cultura popular.

A realização fica por conta da Assessoria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba e a parceria do Centro Cultural Humaita, Pastoral Afro, Arquidiocese de Curitiba, Igreja do Rosário, Memorial de Curitiba, Casa Hoffman, ONG Passos da Criança, Orixá Bazar Pingo de Ouro, Casa dos Orixás,  e demais parceiras.

Venha curtir o feriado conosco! Estamos preparando, no Centro histórico de Curitiba, muita celebração, música, arte, história e religiosidade!

 

Exposição “Presença Negra em Curitiba”

logo_homem afroparanaense

Permanece em cartaz a exposição “Presença Negra em Curitiba”, na Casa Romário Martins. A mostra revela diversos aspectos da presença e da participação dos negros na formação de Curitiba, dos primórdios da Vila ao tempo das discussões e conquistas atuais. No decorrer do tempo, constituíram associações, produziram arte de qualidade admirável e tornaram-se profissionais de destaque em vários campos de atuação –  na Dia 15 – advocacia, na engenharia, na docência, entre outros.

Local: Casa Romário Martins – Largo Coronel Enéas, 30, Largo da Ordem – São Francisco

Horário de funcionamento: 9h às 12h e 13h às 18h (3ª a 6ª feira) e 9h às 14h (sábado, domingo e feriado)

Palco de Culturas Populares

De 15 a 17, no Largo da Ordem – Setor Histórico

Dia 15, das 15h às 22h – Tambores do Paraná, Samba do Compositor Paranaense, Sindicatis, Luana Godim e Os Encantados

Dia 16, das 19h às 22h – Escolas de Samba Enamorados e Mocidade Azul

Dia 17, das 10h às 18h – Misa Campal e Festival Vozes do Sagrado

Lavação das Escadarias da Antiga Igreja do Rosário dos Pretos de São Benedito

Carolina Mainardes 4Dia 18/11, a partir das 9h30, na Igreja do Rosário

A tradicional lavação das escadarias da Igreja do Rosário dos Homens Pretos de São Benedito é precedida de um Ato Inter -religioso, pedindo paz e o fim da intolerância religiosa, e seguida de Cortejo até o Pelourinho de Curitiba, passando pelas sagradas Gameleiras Brancas (Iroco/Kitembo) da praça Tiradentes.

A celebração homenageia Nossa Senhora do Rosário, protetora dos dançarinos, artistas, preservadores da cultura popular. No sincretismo, é Oxum, dona da fertilidade e da riqueza. Vale ressaltar que, no ponto de vista africano, a riqueza não é o acúmulo de bens, mas saúde, paz e uma família feliz! Historicamente, Oxum foi rainha do povo Ijexá. O toque usado no cortejo, da mesma forma, é chamado Ijexá. Seu nome ficou imortalizado em um rio africano: o Rio Oxum.

Feira Afro

webflyerDe 15 a 18 de novembro, o Memorial de Curitiba vai receber mais uma vez a Feira Afro, um evento de cultura, culinária e ancestralidade que reúne afroempreendedores e artistas brasileiros, africanos e caribenhos.

Local: Memorial de Curitiba

Data: de 15 a 18/11

Horário: das 9h às 18h

Entrada gratuita

 

Acompanhe todas as notícias em tempo real nas nossas páginas do Facebook:

Cartaz Festa do Rosário WEBFeira Afro 2018

Festa do Rosário 2018

Centro Cultural Humaita

Linha Preta

 

Arte Raphaela Corsi

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA FESTA DO ROSÁRIO 2018!

A programação completa conta com shows, oficinas, apresentações, contação de histórias, expositores do Brasil, África e Caribe, festival de cantos sacros , Missa Campal e culmina com a tradicional lavação das escadarias da antiga Igreja do Rosário dos Homens Pretos de São Benedito.

Venha de branco! Traga flores e alegria!

“A força que mora n´água não faz distinção de cor”

DIA 15

***

Mayara

Oficina de Trança: Abayomi Braids

Dia 15, as 9h, no Memorial de Curitiba

Oficina de trançagem básica, diálogo sobre estética negra para mulheres negras com Mayara Kesley.

 

 

Pretinha de NeveContação de História

Pretinha de Neve, 10h, no Teatro Londrina – Memorial de Curitiba

Samara da Rosa Costa, formada em Pedagogia e Especialista em Literatura Infanto-juvenil e Contação de Histórias, atua há 15 anos na educação. Atualmente professora alfabetizadora pela Prefeitura de Curitiba e Contadora de Histórias. Como Contadora de Histórias atua no município de Pinhais, Bruxa no Bosque Alemão e na Livraria Saraiva. Sua personagem Pretinha de Neve passa trazendo encantamento e empoderamento das princesas africanas, mostrando outras possibilidades de representação de contos infantis.

Lucas da Paz

Dia 15, 11h, no Memorial de Curitiba

Lucas da Paz

Concerto de Lucas da Paz – Músico multi-instrumentista, professor e artesão. Começou a estudar música aos 12 anos de idade, seu primeiro instrumento foi o violão, pois teve como inspiração Arlindo L. Da Silva que tocava violão para as crianças do projeto Casa de Apoio Irmã Sheila (Tio Arlindo). Com 14 anos, serviu a Banda Marcial da Guarda Mirim, onde tocou trombone e trompete. Aos 17, foi selecionado no projeto Centro Volvo Ambiental,onde conheceu Claudiney Lima, professor e mentor de violoncelo. Instrumento que Lucas leva como principal em seus estudos até os dias de hoje. Atualmente, além de ter um extenso currículo como músico multi-instrumentista, Lucas frequenta o curso de Extensão na Universidade Belas Artes do Paraná. E tem seu trabalho divulgado culturalmente pelas mídias sociais atuais.

Daniele Souza

DanieleDaniele Souza é cantora e compositora paranaense e apresenta uma suavidade no timbre e uma afinação impressionantes até para os ouvidos mais exigentes. Além de já ser reconhecida pelo trabalho como intérprete, compõe letras e músicas que emocionam a todos sempre que as apresenta. Com mais de 15 anos como cantora e compositora realizou, em 2017, seu primeiro show, o “Alecrim”, apresentando 13 músicas inéditas e autorais, cantando e tocando violão, acompanhada pelo pianista e maestro Elias Neves, também responsável pelos arranjos, e pela violinista Carla Zago. Desde então tem apresentado o show “Alecrim” em diversos eventos pela cidade de Curitiba.

Elias Neves

Pianista, arranjador , regente e diretor musical, compositor e educador musical.
– Participou de diversos eventos musicais realizados pelo Conservatório Musical e de Artes, como pianista solista, acompanhante e integrante de “big bands” e orquestras; de gravações em estúdios em São Paulo e Curitiba como instrumentista e produtor; leciona Piano Popular e Teclado em sua escola de música e no Centro Social Marista Ecologica (na cidade de Alm.Tamandaré), além de iniciação a instrumentos como violão, guitarra, contrabaixo e bateria; Trabalha regendo corais e como diretor musical de grupos instrumentais; Direção Musical e Regência do Evento Natal de Luz, da Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré em 05/12/2014, Apresentação da Cantata de Natal “There is The Light” acompanhando, ao piano, artistas como Collegium Cantorium, Rubem Rolim, Rafa Gomes e Daniele Souza, entre outros.

 

Roda de Capoeira

Dia 15, as 10h, em frente à Igreja do Rosário.

 

WhatsApp Image 2018-10-23 at 13.25.16(1)Desfile de Moda CWBLACK

Dia 15, as 12h, no Memorial de Curitiba

A CWBLACK foi criada em 2016 por duas amigas, Evelyn Duarte e Ana Maria. Ao passarem por preconceito e sentirem a falta de oportunidade em ensaios fotográficos sentiram a necessidade de criar um encontro só com modelos negros. O foco da CWBLACK é dar espaço para pessoas negras que não tem oportunidade no mercado da moda ou até mesmo aqueles que precisam de aceitar, se assumir, se amar. Não focamos em padrões como é exigido por agências, nosso trabalho é com a autoestima de cada um, queremos que eles se sintam lindos como são.O sonho da CWBLACK é ver gente preta em capa de revista, ver modelos negros sendo reconhecido, ver nosso povo se amar mais! Isso é CWBLACK!

 

Oficina de Dancehall, com Giovana Marcon

GiovanaDia 15, as 13h, na Casa Hoffmann

O dancehall nasceu nos guetos da Jamaica e é embalado pelo som do raggamurffin, gênero musical também típico daquele país. No início, os passos assemelhavam-se ao  hip-hop, mas, com o tempo, os dançarinos foram criando estilos próprios. É uma dança solo, com ênfase no quadril e no peitoral que explora a sensualidade e a diversão.

 

“Banda TS Teen”

TSTEENDia 15, as 14h, no Memorial de Curitiba

A proposta da banda TS Tenn é falar o empoderamento da mulher negra, de toda a sua luta e conquista no cenário brasileiro através de uma música pop contemporânea. A partir de um trabalho desenvolvido pelo Colégio Estadual Tenente Sprenger na disciplina de história, com o conteúdo da diversidade cultural afro- indígena, foi descoberto o talento dos nossos jovens e suas idéias em fazer e produzir uma música que reflete seu contexto social. O espetáculo traz músicas autorais das jovens Lilian e Larissa e vai surpreender pelo talento das jovens autoras e intérpretes.

 

Alienação Afrofuturista

alienação afrofuturista

Dia 15, as 15h, no Memorial de Curitiba

Apresentação do CD “Alienação Afrofuturista” de Rap , Dub , Dubstep , Steppa , Jungle , Others … Alienação Afrofuturista, artista multiverso, traz neste disco músicas inéditas, com uma sonoridade que transita entre o Sound System e a Golden Era com pitadas brasileiras e de música eletrônica, aliado à letras politizadas falando de família e amor, sempre olhando para o futuro.

 

gitanLien Gitan

Dia 15, as 16h, no Memorial de Curitiba

Participação da União Cigana do Brasil e do Grupo de Dança Cigana Lien Gitan, no MES DA CONSCIÊNCIA NEGRA, participam das atividades com a seguinte reflexão:
“Negros e Ciganos e sua diversidade cultural.
Porquê o preconceito?”

Dança do Ventre, com Núbia Cabral

Nubia CabralDias 15 e 17, as 17h, no Memorial de Curitiba

Núbia Cabral é paulista, criada em Curitiba, formada na Faculdade de Dança, na Licenciatura e no Balé Clássico. Fez Pós-Graduação em Artes na FAP e tem grande experiência com o ensino de dança. Como coreógrafa, foi ao Egito dar aulas e se apresentar no Cairo. Também faz dança de salão, dança cigana e folclore árabe. Mas sua principal atividade é a dança do ventre, em que atua desde 1999. Premiada em 1º lugar na categoria solo, em dupla, e no acessório “espada”. Em 2008 fez o espetáculo “Se oriente, oxente”, divulgando a cultura árabe e a história da dança do ventre, com destaque para suas influências na cultura brasileira, em especial, no baião. A dança do ventre é, originalmente, uma dança sagrada, ritualística, fechada, realizada dentro dos templos egípcios por sacerdotisas, apenas entre mulheres, como uma saudação à vida, para cultuar a mãe terra e a fertilidade do ventre.

 

DIA 16

***

 

Linha Preta

linha preta_logoDia 16/11, as 9h30, saindo do Memorial de Curitiba

A Linha Preta é um percurso no centro histórico de Curitiba, guiado por especialistas em história afrocuritibana e afroparanaense. O passeio revela diversos aspectos da memória afrocuritibana, passando por lugares e personagens invisibilizados na nossa história “oficial”. Para mais informações visite nossas páginas!

https://www.facebook.com/linhapreta.cwb

https://linhapretacuritiba.wixsite.com/linha-preta

Mapa Linha Preta

 

Contação de Histórias: Cido Vasconcelos

Cido VasconcelosDia 16, as 10h, no Teatro Londrina – Memorial de Curitiba

Cido Vasconcelos é arte educador e contador de histórias. Trabalha com atividades artísticas e culturais com base na literatura africana e afrobrasileira.

 

 

Aline Morena Quarteto

Aline MorenaDia 16, 11h, no Memorial de Curitiba

Aline Morena Quarteto conta com o ogan e percussionista Leonardo Novaes, o violonista Luíz Ivanqui e cavaquinhista Diego Dantas, além dela própria na voz e pandeiro. O repertório apresenta músicas brasileiras que que ressaltam o legado afro, de compositores como Baden, Vinicius, Cartola, Pixinguinha, Edil Pacheco, Jorge Aragão e outros. O show exalta o legado africano  presente na música brasileira.

 

TamborErê

Dia 16, as 14h30 no Memorial de Curitiba

TamborErê

O projeto ‘TamborErê – Batuque na Escola’ acontece regularmente desde 2009 no Colégio Estadual prof. Algacyr Munhoz Maeder, no Bairro Alto, zona norte de Curitiba/PR. Os toques, cantos, a dança e a percussão valorizam o conhecimento, a beleza da diversidade cultural brasileira e abrem caminho para que os alunos percebam a riqueza da arte e da cultura do nosso povo, reconhecendo a si mesmos como parte ativa deste processo assumindo lugares de pertencimento, resistência e de conquista de uma  cidadania mais plena. (Foto: DayLuiza Fotografia)

 

Michele Mara

MicheleDia 16, as 16h, no Memorial de Curitiba

Cantora e compositora de Curitiba, Michele Mara é uma das organizadoras do movimento Orgulho Crespo Curitiba, que teve sua 1ª edição em 2016 buscando valorizar a beleza negra. Ficou nacionalmente conhecida após ganhar o título de Maior Imitadora do Brasil e Maior Imitadora da América Latina da cantora norte-americana Aretha Franklin em 2011, no programa do Faustão. Já participou do Programa Criança Esperança e de vários Festivais de Música.

 

DIA 17

***

 

Contação de Histórias: Maria da Rosa, “Carne de Língua”

Dia 17, as 10h, no Teatro Londrina – Memorial de Curitiba

Maria Rosa de Lima é Professora/Pedagoga na rede pública – SEED. Formada em pedagogia e pós-graduada em gestão escolar e Contação de História Infantil e Infanto Juvenil. Trabalhou por doze anos na educação infantil na Prefeitura Municipal de Curitiba, foi Bruxa no Bosque Alemão com a personagem Griselda. Acredita que a educação transforma e que o ser se transforma pelas vivências diárias.

 

RonaldPinheiroRonald Pinheiro

Dia 17, as 11h, no Memorial de Curitiba

Aula de dança com o coreógrafo, bailarino e personal dancer Ronald Pinheiro. Artista inovador, Ronald Pinheiro atua em diversas áreas artísticas, dentre elas dança, teatro e cinema.

 

 

 

Day Paixão

Day Paixão2Dia 17, as 16h, no Memorial de Curitiba

Day Paixão, artista negra curitibana, traz ao palco músicas de artistas consagrados ligados ao samba-reggae, como também apresenta alguma de suas músicas autorais com o projeto “Soul Samba Reggae”. Seu show tem influências musicais ligadas ao Soul brasileiro,  Samba e Samba Reggae.

DIA 18

***

 

Contação de Histórias: Vanessa Durando, “Gea, a Rainha das Raízes”

gea3Dia 18, as 10h, no Teatro Londrina, Memorial de Curitiba

Gea, a Rainha das Raízes, vive no centro da terra e cuida dos seres da natureza (plantas, animais, seres humanos) junto com as fadas e os gnomos, os quais compartilham seu reino intraterreno. Através das raízes das árvores, ela sobe ao solo e entra em contato com as crianças para pedir ajuda no cuidado à Mãe Terra e seus habitantes diversificados, compartilhar seus saberes e incentivar as pessoas a se responsabilizar na manutenção amorosa do planeta, como nossa morada maior.

 

Engoma “Bandeira da Amizade”

Dia 18, as 12h, no Memorial de Curitiba

EngomaA Engoma “Bandeira da Amizade” é formada por Ogans e Sambas dos Terreiros de Umbanda Pai Maneco, Pai Jacó, Erê Juninho, Pai Tobias de Guiné, Pai Tomaz e Tenda de Caridade Nossa Senhora do Bonfim. O grupo ressalta a musicalidade da Umbanda, onde cada canto é uma oração. Foram escolhidos diversos pontos (músicas) autorais dos integrantes do grupo, que faz menção aos Orixás e a tríade da Umbanda (Preto Velho, Caboclo e Exú). O repertório associa os Orixás e linhas da Umbanda com a sua atuação nas energias da natureza. A apresentação no Memorial de Curitiba terá a participação de músicos curitibanos que trazem um pouco da cultura da Umbanda em suas músicas, além do grupo Tambores do Paraná, que possui a característica de unificar Terreiros e promover eventos culturais em prol das religiões afro-brasileiras (Umbanda e Candomblé). Representado pelo branco e pela Umbanda, a Engoma levanta a bandeira da paz e do amor por meio da música.

 

Palco de Cultura Popular

Data 15, 16 e 17 de novembro

Local: Largo da Ordem

Horário: das 19h às 22h

Entrada Gratuita

 

Dia 15

***

Roda de Samba do Compositor Paranaense e Sindicatis

Dia 15, as 12h, na Tenda – Largo da Ordem

Inspirado no tradicional “Samba da Vela”, da cidade de São Paulo, o Samba do Compositor Paranaense existe desde 2010 para promover o samba paranaense, bem como integrar os músicos e compositores do Estado do Paraná. O “Projeto Samba do Compositor Paranaense”, idealizado pelos músicos Ricardo Salmazo, Léo Fé e Xande da Cuíca, nasceu da necessidade de se dar espaço e voz ao crescente número de sambistas e compositores participantes do “Terreiro do Combinado”, evento que reunia, na casa de Salmazo, os sambistas carentes de um “palco” onde poderiam mostrar suas novas criações.

Roda de samba do Sindicatis tem foco na pesquisa de sambas de terreiro, partido alto e outras brasas, em Curitiba-PR. Influências: Maé da Cuíca, Chocolate, Paulo da Portela, Ismael Silva, Heitor dos Prazeres, Cartola, Bide, Marçal, Nelson Cavaquinho, Geraldo Pereira, Wilson Batista, Noel Rosa, Bide, Marçal, Brancura, Baiaco, Zé da Zilda, Silas de Oliveira, Mano Décio da Viola, Dona Ivone Lara, Herivelto Martins, Candeia, Paulinho da Viola, Manacéia, Mijinha, Aniceto, Anescarzinho do Salgueiro, Noel Rosa de Oliveira, Caxiné, Walter Rosa, Monarco, Aniceto do Império, Xangô da Mangueira, Alvaiade, Alvarenga, Chico Santana, Argemiro, Nelson Sargento, Geraldo Filme, Jair do Cavaquinho, Waldir 59, Casquinha, Chatim, Assis Valente, Padeirinho, entre outros.

 

Tambores do Paraná

Tambores do ParanáDia 15, as 15h, na Tenda – Largo da Ordem

O Grupo Tambores do Paraná reúne adeptos e simpatizantes das religiões Afro-Brasileiras, Umbanda e Candomblé, com o objetivo de promover eventos culturais e sociais em nome da religião, unindo os terreiros e mostrando para a sociedade a nossa religião, através das músicas e danças. Cada apresentação é uma grande festa! O Grupo Tambores do Paraná acredita que tudo o que se faz de coração para Deus e os Orixás é recebido por eles com amor. AXÉ!

 

 

Prática de Choro

Dia 15, as 18h, na Tenda – Largo da Ordem

Prática de Choro do Conservatório de MPB de Curitiba! Conjunto formado por músicos profissionais voltados a tocar o repertório dos grandes clássicos do choro, sempre se encontrando uma vez por semana para lapidar detalhes dos temas ministrados pelos professores Lucas Mello e Julião Boêmio!

Musicos:

Lucas pessoa Flauta
Alice Fonseca violão e pandeiro
Matias violão 7 cordas
Cláudio borgue violão
Rodolfo Cavaco Centro
João Batista Cavaco solo
Adamir violão 6 cordas
Ricardo Meister bandolim
Carlos 7 cordas
Igor alencastro Bandolin
Melissa Flauta

Professor Lucas Mello 7 cordas
E Julião Boêmio Cavaco

Show DançaaÊ

LuGodinDia 15, as 19h30, na Tenda – Largo da Ordem

Luana Godin é cantora, compositora e atriz. Seu terceiro show solo, DançaaÊ, marca uma nova trajetória da multiartista. Numa mistura regada a gêneros afro com base eletrônica, o show é dançante e com letras engajadas. No repertório, canções de seu primeiro álbum, sOLa, remixadas e parcerias com o núcleo Gatopardo,  assim como novos singles da compositora, produzidos cada um com diferentes produtores. Neste show Luana Godin toca percussão, canta e mantém sua performance marcante, nesta apresentação estará acompanhada do Dj Caê Traven. Para mais informações sobre Luana Godin acesse www.luanagodin.com   

Foto: Margheurita Dissá

Os Encantados

EncantadosDia 15, as 20h30, na Tenda – Largo da Ordem

Misturando o samba de terreiro com o folclore brasileiro, o grupo Os Encantados é formado por Luis Carlos Novaes, Lucas Miranda, Fabiano Silveira, Luiz Rolim, Leonardo Novaes e Leandro Novaes. O show apresenta samba de terreiro trazendo para a música influências do folclore e também de outros gêneros da música brasileira.

Com destaque para a riqueza dos toques de atabaques unido ao violão de sete cordas e cavaquinho presente nos arranjos.

 

DIA 16

***

 

Enamorados do Samba

Enamorados do SambaDia 16, as 19h, na Tenda – Largo da Ordem

No Grupo de Acesso, o primeiro lugar no Carnaval 2018, ficou com a Escola Enamorados do Samba, que em 2019 passará a integrar o grupo principal. A agremiação foi a primeira a entrar na avenida, estreando no carnaval curitibano como escola, após 20 anos participando como bloco carnavalesco. Com a proposta de ser uma escola ecológica, preocupada em transmitir a mensagem da preservação ambiental, utilizou em suas fantasias e alegorias apenas material reciclável. O tema da ecologia e do meio ambiente estava no enredo “Mais amor por um mundo melhor”.

 

Mocidade Azul

Logo MocidadeDia 16, as 20h30, na Tenda – Largo da Ordem

A Escola de Samba Mocidade Azul, tem 46 anos de história e 24 títulos. Tem também o título da “escola de samba mais querida da cidade. Fica sediada no bairro Fazendinha e é a atual Tetracampeã  do Carnaval de Curitiba. Em 2018 levou para avenida a temática sobre crise, a falta de ética e a corrupção com o enredo “Quem canta seus males espanta. Onde está o dinheiro? Quem foi o gato que comeu?”. Para 2019 trará o enredo “Ó abre alas que a Mocidade quer passar… Carnaval é Ubuntu, uma grande causa para sambar!

 

DIA 17

***

 

Missa Afro

Dia 17, as 10h, no Palco de Culturas Populares, Largo da Ordem – Setor Histórico

No dia 17, a partir das 10 horas haverá uma Missa Campal, organizada pela Pastoral Afro de Curitiba. A Missa Afro traz em sua liturgia uma série de cânticos e caracterísiticas inculturadas afro. Após a celebração haverá uma procissão com São Benedito e Nossa Senhora do Rosário. São Benedito é o padroeiro dos negros e dos cozinheiros.

Atualmente, estamos vivendo um momento em que a Cultura da Paz mais do que nunca é necessária.  A beleza da celebração e a pluralidade das culturas inculturadas é uma oportunidade de partilha de valores e de convivência harmoniosa!

Neste ano em que a Igreja reflete sobre o ano do Laicato – Ser Sal da Terra e Luz do Mundo, somos chamados e convocados a sermos sujeitos eclesiais e protagonistas da paz. A paz de todos os povos que passa pelo sagrado direito de ser e viver como é.

 

Ato Inter-religioso e Festival “Vozes do Sagrado”

Dia 17, as 15h, na Tenda no Largo da Ordem.

 

Por sua impressionante beleza, este ano o Festival de Cantos Sacros “Vozes do Sagrado” será realizado ao ar livre e com uma duração maior. A ideia é ampliar o contato com a inter-religiosidade, proporcionando uma experiência rica de partilha e convivência respeitosa entre as mais diversas denominações religiosas.

 

DIA 18

***

 

Lavação das Escadarias da Antiga Igreja do Rosário dos Pretos de São Benedito

Dia 18/11, a partir das 9h30, na Igreja do Rosário

Igreja

A tradicional lavação das escadarias da Igreja do Rosário dos Homens Pretos de São Benedito é precedida de um Ato Inter -religioso, pedindo paz e o fim da intolerância religiosa, e seguida de Cortejo até o Pelourinho de Curitiba, passando pelas sagradas Gameleiras Brancas (Iroco/Kitembo) da praça Tiradentes.

A celebração homenageia Nossa Senhora do Rosário, protetora dos dançarinos, artistas, preservadores da cultura popular. No sincretismo, é Oxum, dona da fertilidade e da riqueza. Vale ressaltar que, no ponto de vista africano, a riqueza não é o acúmulo de bens, mas saúde, paz e uma família feliz! Historicamente, Oxum foi rainha do povo Ijexá. O toque usado no cortejo, da mesma forma, é chamado Ijexá. Seu nome ficou imortalizado em um rio africano: o Rio Oxum.

Carolina Mainardes 4

A festa homenageia também São Benedito, santo padroeiro dos negros e negras do Brasil, juntamente com São Elesbão, Santa Efigênia, Nossa Senhora do Rosário e não podemos nos esquecer da nossa querida mãe negra, N. S. de Aparecida, padroeira do Brasil. Em todo o país santuários dedicados à Nossa Senhora do Rosário e São Benedito guardam a memória de um tempo que não pode ser esquecido, para não ser repetido.

Durante os séculos coloniais e republicanos, os “batuques e fandangos” hoje reconhecidos como Patrimônios Imateriais da nossa cultura, sofreram proibições e discriminações. Por isto rogamos com fé à Nossa Senhora do Rosário e Mamãe Oxum que nos iluminem no resgate da cultura afro e das memórias do nosso povo.

Para que as leis saiam do papel e ajudem na inclusão da população afro, através das políticas de afirmação positiva, afinal mais de 50% dos brasileiros/as, cerca de 30% da população paranaense (aproximadamente 3 milhões de pessoas) e cerca de 24% da população de Curitiba – a capital mais negra do sul do país (IBGE 2010) é composta por afrodescendentes. Aliás, vale ressaltar que a Humanidade é afrodescendente! E o Brasil é todo permeado de saberes e sensibilidades oriundos da África. Recebeu grande influência inicialmente dos negros Bantos (Congo/Angola), como o Samba, a Capoeira,o Jongo e a Congada. O Afoxé, por outro lado, é tradição da cultura Nagô (Iorubá).

Há muito a ser pesquisado e difundido para maior compreensão do legado africano em nossa cultura. “Nunca é tarde para voltar atrás e recuperar o que foi esquecido”, diz a linguagem Sankofa. O cortejo, que antigamente subia a ladeira do Rosário para encomendar as almas na Capela, hoje desce em busca das memórias da sua cultura e dos seus ancestrais. Ora iêiê, Mamãe Oxum! E viva Nossa Senhora do Rosário e São Benedito!

Congada da Família Ferreira, Lapa/PR

Dia 18, a partir das 9h30, na Igreja do Rosário

Convidados especiais deste ano, o Catumbi e a Congada são manifestações centenárias da comunidade negra de Itapocu (Distrito de Araquari/SC) e da Lapa/PR, com cantos, danças e ritos em homenagem à Nossa Senhora do Rosário e São Benedito. Tradições passadas de geração em geração, em memória dos reis e rainhas do Congo e de Angola. Homenagens às nossas ancestralidades negras, memórias e heranças culturais afrobrasileiras no sul do país.

camiseta_congada

 

Programação infantil

Contação de Histórias

Dias 15, 16, 17 e 18/11, as 10h, no Teatro Londrina – Memorial de Curitiba

Dia 15, as 10h

Pretinha de Neve

Samara da Rosa Costa, formada em Pedagogia e Especialista em Literatura Infanto-juvenil e Contação de Histórias, atua há 15 anos na educação. Atualmente professora alfabetizadora pela Prefeitura de Curitiba e Contadora de Histórias. Como Contadora de Histórias atua no município de Pinhais, Bruxa no Bosque Alemão e na Livraria Saraiva. Sua personagem Pretinha de Neve passa trazendo encantamento e empoderamento das princesas africanas, mostrando outras possibilidades de representação de contos infantis.

 

Dia 16, as 10h

Cido Vasconcelos

Cido Vasconcelos é arte educador e contador de histórias. Trabalha com atividades artísticas e culturais com base na literatura africana e afrobrasileira.

 

Dia 17, as 10h

Maria da Rosa, “Carne de Língua”

Maria Rosa de Lima é Professora/Pedagoga na rede pública – SEED. Formada em pedagogia e pós-graduada em gestão escolar e Contação de História Infantil e Infanto Juvenil. Trabalhou por doze anos na educação infantil na Prefeitura Municipal de Curitiba, foi Bruxa no Bosque Alemão com a personagem Griselda. Acredita que a educação transforma e que o ser se transforma pelas vivências diárias.

 

Dia 18, as 10h

Vanessa Durando, “Gea, a Rainha das Raízes”

Gea, a Rainha das Raízes, vive no centro da terra e cuida dos seres da natureza (plantas, animais, seres humanos) junto com as fadas e os gnomos, os quais compartilham seu reino intraterreno. Através das raízes das árvores, ela sobe ao solo e entra em contato com as crianças para pedir ajuda no cuidado à Mãe Terra e seus habitantes diversificados, compartilhar seus saberes e incentivar as pessoas a se responsabilizar na manutenção amorosa do planeta, como nossa morada maior.

 

Cartaz Festa do Rosário

 

DOAÇÃO DE ALIMENTOS

Durante a Feira Afro 2018 estaremos recolhendo doações de alimentos, que serão doados para as famílias das crianças participantes do projeto “Passos da Criança”, na Vila Torres.

Entregue suas doações de alimentos não perecíveis no Memorial de Curitiba, durante os quatro dias de Festa!

Passos da Criança

Fundada em 2004, a Passos da Criança é uma ONG que há 14 anos gera impacto social através do desenvolvimento integral de crianças e adolescentes de 05 a 13 anos da comunidade Vila das Torres em Curitiba/PR
A Passos da Criança oferece semanalmente 16 oficinas socieducativas e atividades relacionadas ao desenvolvimento da aprendizagem, arte, cultura, esporte e lazer. A instituição atende 60 crianças e adolescentes em situação de risco social.

 

Anúncios

2 pensamentos em “Festa do Rosário 2018

  1. Pingback: Festa do Rosário acontecerá entre os dias 15 e 18 de novembro, no centro histórico de Curitiba. Um Grande evento cultural!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s