Home

 RapPaz no Viaduto Capanema, futuras instalações do Centro de Referência da Cultura Afro!

Viaduto Cultural, Rua Dario Lopes dos Santos, 850. Jardim Botânico.

Mais informações CLIQUE AQUI e curta nossa comunidade no Face!

webflyer 2015 agosto2

webflyer

Confira os vídeos!

https://www.youtube.com/watch?v=kDABe1xMF6g

https://www.youtube.com/watch?v=NLJretSyXuE

https://www.youtube.com/watch?v=m8iwvC3dVKg

O RapPaz – Encontro Metropolitano de Cultura de Rua pela Paz – repete-se anualmente desde 2003, reunindo jovens e adolescentes das comunidades periféricas de Curitiba e Região Metropolitana, em atividades de lazer, cultura, esporte, prevenção e conscientização. Existem dois eixos principais: os elementos da cultura hip-hop e as culturas populares, em especial de matriz africana.

402628_280967505298045_803093760_n

O projeto acontece tradicionalmente no domingo, em locais alternativos, como ruas, praças, ginásios com a presença de convidados de outras localidades e, principalmente, com a presença da arte e do esporte já existentes, tradicionalmente, na própria comunidade: grupos de Rap, MCs, DJs, grafitti, break, streetball, skate, mestres e professores de capoeira, de samba rural, de jongo, de dança afro; reúne também atividades diversas, como contação de histórias, circo, balé, teatro, fanfarra, escolas de samba; são realizadas palestras de conscientização e prevenção (pelos MCs, rapers, mestres e professores presentes, usando a linguagem da cultura popular para transmitir informação sob orientação de agentes públicos de saúde, segurança e educação), distribuição de materiais informativos, mudas de árvores frutíferas, tranças afro, intervenções gastronômicas e de comerciantes locais, etc.

A experiência do RapPaz – Encontro Metropolitano de Cultura de Rua pela Paz é simples e vai ao encontro de quase todos os objetivos expostos no Edital, posto que executa atividades de esporte e cultura visando retirar da ociosidade o jovem em situação de vulnerabilidade social e exposto à violência e dar-lhe acesso à atividades que promovem saúde e conscientização sobre os perigos relacionados ao consumo de drogas, bem como ofertando uma possibilidade de lazer e de inserção profissional nas áreas da cultura, arte e esporte.

O projeto RapPaz está inserido no Eixo “Prevenção” da Política Nacional Antidrogas e coaduna com os objetivos do Plano Juventude Viva, da Secretaria Nacional da Juventude, e com os objetivos da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, ao promover o enfrentamento ao racismo institucional e à violência contra a juventude negra, incluindo e valorizando as culturas hip-hop e de matriz africana na programação do evento, favorecendo o empoderamento e a identificação positiva da comunidade negra paranaense e de suas especificidades sócio-culturais junto à formadores de opinião e planejadores da comunidade, discutindo a inclusão desta comunidade vulnerável e o número de violências e homicídios cometidos contra jovens negros pela polícia.407906_280967298631399_40012328_n

O RapPaz trouxe resultados positivos para muitos jovens que fazem parte desta história. Agora, com o apoio deste edital, nos reuniremos todos novamente para refletir sobre a experiência, (re)contá-la e publicar uma revista de autoria coletiva visando compartilhar a experiência e resgatar a memória deste rico processo pela qual passamos. No ano de 2003, o coletivo que deu origem ao Centro Cultural Humaita se reunia para treinar capoeira, break e outras atividades no Diretório Central dos Estudantes da UFPR. O grupo era formado por jovens negros(as) e não –negros(as) oriundos da Região Metropolitana, universitários(as), intercambistas africanos e de outros países, bem como por crianças e adolescentes em situação de rua. Esta heterogeneidade sócio-cultural proporcionou amadurecimento e enriquecimento pessoal e profissional em todos os participantes, aprendizados mútuos, afetos e uma consciência que une teoria e prática, resultando em uma série de eventos e projetos posteriores de grande relevância social e cultural, dentre os quais o RapPaz. Hoje, o Centro Cultural Humaita é uma instituição de estudo e pesquisa da arte e cultura afrobrasileira com um calendário anual de atividades bem diversificado, buscando apoios para se profissionalizar cada vez mais, articulando parcerias e participando de editais para viabilizar a continuidade das ações. Vale ressaltar que as crianças, adolescentes e jovens de ontem (que não foram vítimas de homicídios…) são hoje jovens e adultos, muitos dos quais vivendo e pagando suas faculdades através da arte e da cultura, alguns dos quais pais e mães de família.

407812_280967108631418_1174152075_nA idéia de realizar o RapPaz surgiu como uma resposta ao vazio cultural existente nas comunidades de periferia. Em 2003, quando o projeto começou, sabíamos que as comunidades mereciam atividades de qualidade e uma atenção maior por parte dos agentes públicos. Havia, e ainda há, muita criança e adolescente na rua e (quase) nada para fazer… Em algumas regiões não há nenhuma estrutura de lazer, alguma estrutura esportiva, programas públicos incipientes e ineficazes. Em face disso, começamos a propor mutirões de apoio material e trabalho voluntário para proporcionar às crianças e adolescentes das favelas e comunidades carentes de Curitiba e Região Metropolitana um contato frequente com o que há de melhor em termos de arte, cultura, esporte, conscientização e fomento à cultura da paz (em uma linguagem acessível à comunidade e de imediata identificação para a juventude). Muitas foram as conquistas neste percurso: jovens que se descobriram e se desenvolveram como artistas, produtores, articuladores e hoje são referências para a nova geração. Inclusive classificados em campeonatos nacionais e internacionais. Uma juventude periférica indo para a faculdade e pagando sua mensalidade com dança, rap, grafitti. Crianças e adolescentes que antes viviam nas ruas e hoje são Bboys, Bgirl, professores de capoeira, rappers, MCs, produtores. No Município de Colombo, berço do projeto e seu principal anfitrião, sugerimos e aprovamos o Dia do Hip-Hop e testemunhamos a criação de uma Coordenadoria para a Promoção da Igualdade Racial. No Paraná foi criado o Dia da Capoeira e dos Saberes dos Mestres e em Curitiba o feriado do 20 de novembro quase foi aprovado. No Município de São José dos Pinhais o sucesso estrondoso do evento inspirou a realização de outros eventos semelhantes. Em Piraquara o Hip-hop tornou-se uma atividade de formação continuada para as crianças da comunidade, com resultados positivos e o surgimento de uma importante crew local só de crianças.
A cada nova edição do evento, os participantes das edições anteriores se reencontram para trocar informações e confraternizar. Mas também para lembrar das muitas pessoas que ficaram pelo caminho… Ao longo destes dez anos, testemunhamos a estatística terrível com a qual o programa Juventude Viva se defronta: o extermínio da juventude negra.

OBJETIVO
O Projeto RapPaz – Encontro de Cultura de Rua pela Paz promoverá a realização de oito edições em Curitiba comemorando os dez anos do projeto com atividades de lazer, cultura, prevenção e conscientização de crianças, jovens e adolescentes, contribuindo assim para a efetivação de políticas de promoção da igualdade racial, acesso à arte, cultura, esporte, lazer e prevenção ao uso de drogas e alcoolismo.
DATA
Nos segundos domingos do mês, a partir de 12/07

LOCAL
Viaduto do Capanema

HORÁRIO
A partir das 13 horas.

PROGRAMAÇÃO PREVISTA
Grafitti; apresentações de Rap, MCs, DJs, dança afro, percussão; roda de capoeira, samba, jongo; campeonatos de break, streetball e skate; palestras e oficinas.

Interessados em desenvolver atividades dentro do RapPaz?
Envie seu currículo e sua proposta para humaitacentrocultural@gmail.com.

APOIO
Governo Federal
Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas
Ministério da Justiça

PARCEIROS
Associação Paranaense da Cultura Hip-Hop
Prefeitura Municipal de Curitiba
Fundação Cultural de Curitiba
Secretaria Municipal de Esporte e Lazer

REALIZAÇÃO
Centro Cultural Humaita

?

?


ENCONTRO METROPOLITANO DE CULTURA DE RUA PELA PAZ

 

O Rappaz traz apresentações de cultura de rua, como Rap, Grafitti e campeonatos de Break, Skate e Street-Ball, bem como ações culturais diversas, prevenção e conscientização.

Em 2011, estamos também dando visibilidade para a celebração do Ano Internacional da Afrodescendência, uma ação internacional proposta pela ONU. Trata-se de mais uma forma de contribuir para o fim do racismo (institucional e velado) em Curitiba e Região Metropolitana. A idéia é chamar a atenção da comunidade para a necessidade do fim da herança colonialista que mantém mais da metade dos brasileiros sob a mira de julgamentos preconceituosos e suas catastróficas conseqüências sociais.

Artistas convidados: MC Black Binho, DJs Ras Black e Mad. Rap: Família Cem Caos, Snif & Four Rap, Medo & Coimbra e convidados. Break: New Crew Bboys. Grafitti: Colombo City Crew e convidados. Beatbox: Buiu. Capoeira Angola. Grupo de Dança Afro Ginga Total, do Parolin. Escola de Samba: Projeto Embaixadores do Amanhã.

Campeonatos de Break “One x One” e de Skate “Street Style”. Competições com premiação do 1º ao 3º lugar. Troféus, grana e brindes, mais medalhas para destaques. Inscrição no local, R$ 10,00 mais 1 kg de alimento.

CARAVANA DA PERIFERIA AO CENTRO

E todo mês a nossa parceira, Associação Paranaense da Cultura Hip-Hop, organiza um dos mais persistentes eventos de rap de Curitiba e região metropolitana.

Anúncios

2 pensamentos em “RapPaz | Cultura de Rua pela Paz

  1. Rap Paz Jd. Osasco!Eu fui…um salve pra quem curtiu,um salve pra quem vai curtir o proximo.Hip Hop “Cultura e Resistência” é isso ae!

  2. A Luta continua, Enquanto houver um guerreiro na linha de frente, Lutaremos para que a paz venha reinar, a comunidade tem que se conhecer, saber que e quem e o que fazem, sem julgamentos pela aparencia, a arte e a cultura tem poder para gerar a transformação, basta acretitar, Vem ku Noizzz, Pra Frente e Avante Cultura Hip Hop.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s